Peste Negra

Peste Negra é o nome pela qual ficou conhecida a Peste Bulbônica, uma pandemia (doença que atinge grandes dimensões) responsável pela morte de cerca de um terço de toda a população européia. A doença, transmitida pela bactéria Yersinia pestis, se originou na Mongólia. De fato, pulgas hospedeiras da bactéria infectaram ratos, que atuaram como vetores da doença.

Estes roedores vieram para a Europa nos navios comerciais entre os anos de 1346 e 1352, período em que o comércio foi reavivado e o contato com o Oriente, aprofundado. Os ratos encontraram condições ideais de reprodução nas aglomerações urbanas da época, uma vez que as condições de higiene eram bastante precárias.

Além de ser transmitida por meio das pulgas e da mordida desses roedores, a Peste Negra também era difundida pelas vias aéreas dos indivíduos. Após a transmissão, a bactéria ataca diretamente o sistema linfático do doente, criando dolorosas bolhas em suas axilas e virilha. Posteriormente surgem outros sintomas, como febres e vômitos; até o indivíduo não resistir e falecer.

Aqueles que contraíam a doença tinham uma expectativa média de vida de apenas uma semana. Como não havia medicamentos, e, além disso, o progresso da ciência não era visto com bons olhos pela Igreja, a mortalidade foi absurda. Para se ter uma idéia, faltavam cemitérios para enterrar todos os mortos. Além disso, os poucos que sobreviveram conviviam com o problema da escassez de alimentos.

A doença só foi controlada no fim século XIV, com a adoção de medidas de higiene mais eficientes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s