Categoria: Saúde

Higiene pessoal

O que é

A higiene pessoal é indispensável para todo o ser humano. Ela é o conjunto de meios para manter as condições favoráveis a saúde. Os hábitos de higiene diários incluem não só a lavagem corporal, mas também o tipo de alimentação, vestuário e calçado. A postura no dia-a-dia, as horas de sono diárias e a prática de exercício físico também fazem parte da higiene pessoal.
A lavagem corporal tem como finalidade limpar a pele, cabelos, unhas, boca e dentes, eliminando poeiras, secreções, micróbios e maus odores, prevenindo doenças. A proteção do corpo e a manutenção da saúde individual são também asseguradas através do vestuário e do calçado. São eles que protegem o organismo contra as variações de temperatura, radiações solares e outros fatores agressivos ao meio.

Outros nomes
Escovar os dentes, Lavar o rosto, Higiene oral, Higiene pessoal, Higiene Íntima.

Origem
A história da higiene do corpo não tem seu início na Idade Média, porém a utilização de utensílios domésticos e pessoais datam do Século XIII, quando uma grande tigela servia para lavar as mãos à mesa, uma vez que ainda não existiam os talheres. Contam as referências mais antigas que a prática da higienização das mãos, antes de ser considerada como prática higiênica era demonstração de decência e civilidade. Os primeiros tratados de saúde da Idade Média indicam, entre os critérios de limpeza corporal, a lavagem das mãos e do corpo. Lavar às mãos era um sinal de polidez e de amizade.

Benefícios

Benefícios para saúde
Para se ter uma boa saúde é indispensável a sua higiene pessoal. A higiene pessoal possibilita um melhor funcionamento orgânico, uma vez que você cuida do seu corpo como um todo. Com a higiene você consegue impedir que as bactérias ou a sujeira que vão sendo adquiridas no dia a dia entrem no seu sistema orgânico e causem doenças.

Opções

Higiene Oral

Cuidar da sua boca é ideal e fundamental não só para sua saúde, mas também para a estética. É muito importante ter cuidados com a escova, a pasta e o bochecho.

Higiene Íntima

Para sua saúde de uma forma geral, ou seja, dentro do seu relacionamento cuidar das partes íntimas é uma coisa importante. Existem sabonetes que controlam o ph e te dão uma sensação de maceis e suavidade.

Higiene Corporal

O cuidado com o corpo é uma parte fundamental e importante. Cuidar do seu cabelo, do seu rosto e do seu corpo é importante que tenha um cuidado específico para cada parte para não só um melhor funcionamento, mas também para um melhor bem estar.

Anúncios

Esclarecimento sobre vacina antirrábica

Esclarecimento sobre vacinação antirrábica em animais

O Ministério da Saúde esclarece que a campanha de vacinação antirrábica animal deve ser mantida em todo o território nacional. Não há evidências, até o momento, que os eventos adversos apresentados justifiquem a interrupção da campanha, pois os mesmos estão abaixo do relatado na literatura internacional e do produtor.

A não vacinação de animais contra raiva representa um risco para a vida da população, pois podem gerar a ocorrência de casos humanos, que possuem taxa de letalidade próxima de 100%.

Das informações disponíveis, houve comunicação ao Ministério da Saúde de ocorrência de nove eventos graves (oito mortes); na região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro (2 casos) e nos municípios de São Paulo/SP (4 casos) e Guarulhos/SP (3 casos), em um total de 309.031 animais vacinados (cães e gatos), correspondendo a uma taxa de 0,0029%. Outros seis estados que também utilizam o mesmo lote da vacina, bem como outros municípios do Rio de Janeiro e São Paulo, não relataram eventos adversos graves até o momento. Cabe destacar, ainda, que outros 4 estados que receberam a mesma vacina também não relataram ocorrência de eventos graves.

Esses eventos estão abaixo da taxa esperada produtor (0,01%) e pela literatura internacional (em estudo realizado com total de doses aplicadas em clinicas privadas nos Estados Unidos em 2002 e 2003 se evidenciou uma taxa de eventos graves de 0,445%) e podem estar associados a resposta individual de cada animal, condições de armazenamento e aplicação do produto, tais como: hipersensibilidade do animal a compostos da vacina, local de conservação, manejo do animal no momento da aplicação, doenças concomitantes, idade, número de doses aplicadas, tipo de agulha e seringa, via de administração.

A vacina antirrábica utilizada atualmente é produzida em cultivo de células, cuja resposta imunológica é de um ano. A vacina anterior assegurava uma proteção entre seis e sete meses. A vacina de cultivo celular é a recomendada atualmente pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e utilizada em diversos países.

Desde 2003, o laboratório produtor tem registro e licença no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e comercializa o produto no país na rede privada de clinicas veterinárias.

As vacinas antirrábica caninas disponibilizadas no Sistema Único de Saúde são submetidas pelo laboratório produtor a todas as provas de controle de acordo com as normas e exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Além disso, são reavaliadas pelo laboratório oficial de controle de qualidade do Ministério da Agricultura.

O Ministério da Saúde e o Ministério da Agricultura estão em constante monitoramento dos eventos adversos graves decorrentes da vacina e tomarão as medidas cabíveis caso seja necessário.

Aleitamento Materno

Alimentação merece cuidados desde o nascimento


Coordenadora de Nutrição do Ministério da Saúde esclarece que cada etapa da vida do bebê tem uma alimentação diferente e que os hábitos saudáveis começam desde a amamentação

Cada fase da vida do bebê requer cuidados. Na alimentação, por exemplo, a indicação para a criança receber alimentos sólidos é após o sexto mês de vida. Até os quatro meses de idade o sistema gastrintestinal e renal dos bebês ainda não têm maturidade para processar outros alimentos além do leite materno.

Segundo especialistas, não devem ser oferecidos nem mesmo água e chás, pois o aleitamento materno preenche todas as necessidades nutricionais da criança. Principalmente se até os seis meses de vida a amamentação é regular e tranqüila.

De acordo com a coordenadora de Nutrição do Ministério da Saúde, Ana Beatriz Vasconcelos, nesta fase os alimentos sólidos já podem ser inseridos na dieta do bebê “A partir dos seis meses, o organismo da criança já está preparado para receber alimentos diferentes do leite materno, que são os chamados alimentos complementares”, explica.

Ela esclarece que alimentos como arroz, feijão, carne e legumes cozidos devem fazer parte da alimentação dos bebês com a idade de 6 meses em forma de papinha, uma vez por dia. Além disso, as frutas raspadinhas também entram na dieta desta idade.

Assim como a nutricionista Ana Vasconcelos, os pediatras enfatizam que os hábitos alimentares das pessoas são formados nos primeiros anos de vida. Por isso é tão importante cuidar da alimentação saudável das crianças desde o nascimento. Sendo assim, os doces, enlatados e outras guloseimas devem ser evitados pelo menos nos primeiros dois anos de vida.